...
Sinto tantas vezes que não marcho ao mesmo ritmo
E não marcho na mesma direção que o resto das tropas
Como um desalinhado...

João Miguel, O Pássaro do Sul

02/11/2009

Divino




O Amor e o fruto,
a semente, o ovo, o ninho,
a água, o calor enxuto,
a chegada e todo o caminho.
O toque e o arrepio,
a mulher,o homem, a criança,
as garras abertas do cio,
um eterno sonho, esperança.
O extase ao fim da luta,
a lingua, a boca, o beijo,
da avalanche liquida a permuta,
mergulho a pique, desejo.
Tu e eu, fecundos,
um pontapé, a palavra, o nome,
a primeira visão dos mundos,
o olhar que o cansaço come.
Nascer, crescer, viver,
sermos centelha, é divino
amar, dar, partilhar e receber,
colher o fruto, menino.

João Miguel, O Pássaro do Sul

1 comentário:

Kanauã Kaluanã disse...

Não te peço a direcção do voo
mas fica em mim que somos aves medrosas e frágeis
e só o teu fogo redime o tempo contado

fica em mim. habita-me
e morrerei grávida de luz.

[Isabel Coelho]

Tua.