...
Sinto tantas vezes que não marcho ao mesmo ritmo
E não marcho na mesma direção que o resto das tropas
Como um desalinhado...

João Miguel, O Pássaro do Sul

10/08/2010

Patriota

Ser patriota
- conforme na definição do professor Silvio Campos -
é não ficar em cima do muro, é participar, exigir os direitos de cidadão,
é cobrar, das autoridades governantes a cuidar bem do País...


Patriota:
indivíduo a quem os interesses
de uma parte parecem
superiores aos interesses do todo.
O joguete dos estadistas
e a ferramenta dos conquistadores

Ambrose Bierce


Sinceramente, acho que o mundo caminha numa direção, em que se deve ser patriota, amar o seu pais, querer que avance. Mas não um patriotismo máscara de nacionalismo cego e estúpido, hoje veneno letal, em que se confunde patriotismo, com o mascarar a verdadeira realidade dos povos, e assim sendo impedindo a sua melhoria e evolução.
Sendo que nunca podemos esquecer, que as realidades internacionais estão interligadas inapelavelmente, fazendo com que o bem de todos, seja parte intrínseca do nosso, começando pelo ambiente (haverá vida, sem planeta para viver?) e acabando na educação (sem valores, sem cidadania, sem compreensão do todo e de tudo, o caminho é o fim.).
Neste momento, patriotismo é ser activo socialmente, na defesa do planeta e dos direitos fundamentais dos nossos irmãos humanos em toda a parte...
Eu amarei sempre Portugal, gritando sempre para que melhore, sou apaixonadamente europeu, potencia que acho necessária para um urgente equilíbrio mundial, sou cidadão do mundo, patriota do mundo, apelando sempre a um entendimento entre irmãos, para que nossos filhos tenham um lugar decente onde viver...

João Miguel, O Pássaro do Sul

2 comentários:

« Katyuscia Carvalho » disse...

Há uma música do Caetano que diz: "Eu não tenho pátria, tenho mátria. E quero frátria."
Quando o que vemos são pessoas excluídas em seu próprio país, a quem falta o acesso à mínima dignidade humana, o que se tem nem é pátria, nem é mátria, nem é frátria: é orfandade.
E ainda há, por outro lado, os que se "excluem" por si mesmos do pensar pelo todo.

Amo a ti, amo tua forma de pensar.

nydia bonetti disse...

Tão raro ouvir uma declaração de amor à Patria, nestes tempos loucos em que vivemos, João. Tão necessário amor à Patria, ao Planeta, ao próximo, embora que distante e diverso - à vida. Você e Katy, sempre tão intensos e inteiros em tudo. Coisa mais bonita de se ler/ver. Abraços!