...
Sinto tantas vezes que não marcho ao mesmo ritmo
E não marcho na mesma direção que o resto das tropas
Como um desalinhado...

João Miguel, O Pássaro do Sul

30/03/2011

Medo

Sim, hoje apetece-me escrever sobre o Medo, penso que o Medo seja o maior dos bloqueios que possa haver.
O Medo é o verdadeiro nome de tantos outros males, uns que mostramos; insegurança, comodismo e outros que tentamos esconder; cobardia, inveja.
Sim porque invejam quem tem coragem de assumir as suas escolhas, desculpam-se com o destino, com uma decência podre, em que fazem o que acham que os outros pensam estar certo e à noite na cama sonham com o prazer e a felicidade que roubam a eles próprios, acobardam-se por não poderem adivinhar o futuro, e pensarem que só podem avançar quando tiverem a certeza, mas essa certeza não existe e ficam parados numa ruela estreita da vida, escura, à espera que algo aconteça, e ali ao lado vai passando, linda, maravilhosa, alegre e cheia de cor a VIDA!

João Miguel, O Pássaro do Sul

2 comentários:

Tatiana disse...

O medo geralmente nos paralisa em algum ponto... Precisamos ser forte para não nos deixarmos ficar a mercê dele!

Um abraço carinhoso

Celso Mendes disse...

O medo trancafia as cores e nos aprisona ao futuro.

Bela reflexão.

Abraço!